A CONSTRUARTE

sistemas
construtivos

O trabalho incansável e a busca constante de melhoria sempre estiveram na essência da nossa empresa – foi assim que perduramos ao longo do tempo e nos consolidamos com alta credibilidade.

É essa inquietude que nos leva em direção ao novo, ao que pode ser melhor.

Nos empreendimentos da Construarte, utilizamos a racionalização construtiva - um conjunto de boas práticas que aumenta a produtividade, além de reduzir os custos e o tempo de construção. Assim, procuramos aliar processos inteligentes à tecnologia para proporcionar agilidade e economia, mantendo sempre altos padrões de qualidade e segurança.

Nesse aspecto, também transparece nosso compromisso com o meio ambiente: realizamos uma obra limpa, com projeto do canteiro de obras visando à baixa geração de resíduos e a sua reciclagem. Utilizar a total capacidade qualquer tipo de recurso, combatendo os desperdícios, é uma prática que beneficia a todos.

Na Construarte, a racionalização é iniciada já no projeto do empreendimento, avaliando-se suas necessidades e, então, otimizando os processos.

Alguns procedimentos qualificados que merecem destaque são:

  • Controle de estoques de materiais;
  • Qualificação e avaliação de fornecedores;
  • Controle de processos por averiguação e/ou amostragem – 33 processos controlados;
  • Redução de custos;
  • Avaliação da satisfação dos clientes.

Conheça a seguir alguns tipos de Sistemas Construtivos utilizados em nossas obras.

 

Pré-fabricados de concreto

Sistema onde estacas, vigas, pilares, laje e paredes podem ser entregues prontas para a montagem no canteiro de obras, o que pode reduzir o tempo de execução da estrutura física da obra em até 50% - as fundações sempre recebem cuidados especiais. Utilizamos o sistema pré-moldado principalmente em obra industriais, associado com estruturas metálicas para coberturas. Também estamos utilizando lajes pré-moldadas de concreto juntamente com alvenaria estrutural.

Estruturas metálicas

Sistema bastante utilizado em construções industriais, baseado em estruturas de aço resistentes, fabricadas e montadas por profissionais especializados. A construção com o uso de estruturas metálicas apresenta uma série de vantagens, entre elas:

  • Agilidade da execução da obra, pois precisa de menos tempo de fabricação e montagem;
  • Não há geração de entulhos como escoramento e fôrmas, deixando a obra mais limpa;
  • Por serem resistentes, as peças são menores, mais fáceis de transportar e de manusear;
  • Pode ser desmontada e transferida para outro local, sendo reaproveitada sem problemas;
  • Facilita o reforço em caso de haver necessidade de aumento de carga, podendo receber o acréscimo de uma chapa em uma viga ou coluna;
  • É resistente à corrosão atmosférica, desde que alguns cuidados sejam tomados.

Alvenaria estrutural

Sistema que simplifica o processo construtivo, reduzindo etapas e mão-de-obra, com conseqüente redução do tempo de execução.
É possível trabalhar com a montagem e o teste prévio dos projetos antes da instalação final, o que evita desperdícios e improvisos.

Estruturas convencionais com escoramentos metálicos

O sistema substitui, com vantagens, o uso de escoramentos em madeira nas obras, com redução de resíduos e prática mais sustentável.

Conheça os tipos mais usados de escoramento:

Escora e Perfis: composto por escoras, que servirão de postes de apoio para os perfis primários (guias) e barroteados com perfis secundários.

Escoras e perfis de encaixe: consiste na montagem de perfis metálicos que se encaixam entre si, sobre as escoras. Pode ser usado em lajes maciças, porém é o mais indicado quando as lajes são nervuradas, com cubas.

Torres de carga: destinadas às obras com pé direito alto ou escoramentos pesados, onde o uso de escoras não proporcionará a estabilidade necessária. Quando a obra permitir, as torres de cargas poderão ser mescladas com escoras, gerando ganho na produtividade e menor custo no valor do escoramento.

Torre de tubo e braçadeira: são os equipamentos mais utilizados e adequados para a montagem de andaimes de acesso. As torres de encaixe rápido têm maior flexibilidade na montagem, porém o seu custo é alto. As torres de tubo e braçadeira são indicadas somente para escoramentos onde o espaço para montagem é restrito, ou quando as cargas sobre o escoramento ultrapassam as cargas admissíveis das torres normais.

Sistema Deck: é o mais moderno sistema de fôrmas para laje do mundo, proporcionando resultados excepcionais no aumento da produtividade e na qualidade do acabamento de estruturas. É indicado para escoramentos de laje planas ou que possuem poucas vigas.

Treliças: são peças treliçadas apoiadas nas laterais de fôrma de viga, sobre as quais é posicionado o barroteamento secundário das lajes. É indicado quando não é possível, ou desejável, que o apoio do escoramento das lajes saia diretamente do chão e são bastante utilizadas para fazer vãos para passagem de pedestre ou veículos.